Marque sua consulta

AV. ACAD. NILO FIGUEIREDO, 2303 | LAGOA SANTA - MG.  DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 18H. SÁBADO DAS 8H ÀS 13H, EXCETO FERIADOS.

A depressão é uma doença que tem afetado cada vez mais pessoas. Muito comum na fase adulta, ela se caracteriza pela falta de interesse e prazer na vida. Por se manifestar principalmente em adultos, muito se questiona se a depressão tem idade. Entretanto, é possível ver, através de um reflexo da atual sociedade, que a condição tem afetado também o público jovem e até mesmo a terceira idade.

O paciente diagnosticado com depressão está constantemente sem ânimo e apresenta forte instância de humor. Estudos indicam que a maioria das pessoas que apresentam depressão na fase adulta tiveram os primeiros indícios ainda na adolescência.

Você conhece a doença? Sabe quais são os primeiros sinais para o seu diagnóstico? Vamos conhecer mais sobre a condição.

Qual a diferença entre depressão e tristeza?

É preciso tomar muito cuidado com pacientes diagnosticados com depressão. Uma vez que os primeiros sinais podem ser confundidos com situações normais da vida, como a tristeza. Entretanto, as duas condições possuem diferenças e é preciso que você consiga identificar o que as distingue.

O sentimento de tristeza tende a ser momentâneo, podendo até se prolongar, mas não por muito tempo. Ele é ocasionado por diversas situações negativas, como a perda de um ente querido ou um emprego. Quando a tristeza não passa, o paciente pode começar a se sentir indiferente às situações que o envolvem, se encontrar desesperançoso e apático, o que já é um sintoma claro de depressão.

Logo, deve-se considerar a depressão não somente como um estado de tristeza intensa, mas uma doença que precisa ser tratada. Ela pode se apresentar devido a vários fatores, inclusive por mudanças hormonais, o que torna o público adolescente suscetível à condição.

Depressão no público jovem

A adolescência pode ser marcada por ser uma fase na qual o jovem passa boa parte do tempo no quarto, seja dormindo ou entediado e, na maioria das vezes, irritado. Entretanto, esses sinais podem acabar sendo um indício de depressão. O papel dos pais é de extrema importância nestes casos, uma vez que possuem a capacidade de notar um comportamento diferente dos seus filhos.

Essa fase tende a deixar o jovem vulnerável à condição, já que ele ainda não tem muitas alternativas para lidar com as frustrações da vida. Os principais sinais de que algo pode estar errado costumam ser:

  •         Queda no rendimento escolar;
  •         Mudanças de comportamento frequentes;
  •         Falta de perspectiva para o futuro;
  •         Isolamento social;

Notando um ou mais desses sinais na vida do adolescente, é preciso que os pais conversem com ele e procurem ajuda médica. O quanto antes for o diagnóstico, melhor será o tratamento.

Depressão na terceira idade

Contrariando a ideia que depressão tem idade, os idosos também são um público vulnerável à condição. O envelhecimento traz consigo bruscas mudanças de hábitos, que muitas vezes acabam não sendo recebidas tão bem. O isolamento e afastamento de atividades podem se tornar um peso para a terceira idade.

O principal método contra a depressão na velhice é incentivar o idoso a praticar atividades que promovem o convívio com outras pessoas. Essa idade costuma ser muito solitária, o que acaba influenciando no diagnóstico da condição. A família também tem um papel muito importante aqui, o indicado é nunca deixar a pessoa sem nenhum contato, seja o visitando regularmente ou os levando em locais que possibilitem o relacionamento.

Depressão tem idade?

Vimos que não. A doença pode afetar qualquer idade e deve ser tratada com muita seriedade. As principais medidas de prevenção, nas diferentes fases da vida, são as mesmas:

  •         Incentivar os relacionamentos sociais;
  •         Praticar atividades físicas;
  •         Se alimentar bem;
  •         Ter uma boa qualidade de sono;

A qualidade de vida influencia diretamente na sensação de bem-estar físico e emocional. Caso note algum dos sintomas, é preciso buscar ajuda médica imediatamente.

Quer continuar acompanhando o nosso conteúdo? Siga as nossas redes sociais e fique por dentro! No caso de dúvidas, deixe nos comentários ou entre em contato e não se esqueça de compartilhar com os seus amigos.